No dia 1 de Março tive o privilégio de ir a Bruxelas visitar o Conselho Europeu a convite de um funcionário com mais de 20 anos de experiência no Conselho. Recolhi algumas informações que não são do conhecimento do “senso comum”, e que por isso decidi partilhar neste artigo. Muitas das ideias que “apanhei” ajudam-nos a perceber melhor certos acontecimentos actuais.

Como nota suplementar ...

Ler artigo completo

Neste caso particular (e apenas neste), o erro de Varoufakis não foi achar que as dívidas não são pagáveis. Foi antes dizê-lo convicta e abertamente, com o destino de um país nas mãos. É impossível dever muito, estar nas mãos daqueles a quem devemos e dizer que não podemos pagar. Portugal parece ter aprendido com esse exemplo, e ainda bem. Mas isso diz muito acerca da nossa soberani ...

Ler artigo completo

Portugal já não decide sozinho. E isto é bom e mau ao mesmo tempo. O que parece porém ser certo, é que este jogo de regras novas não pode ser jogado como antes, pois isso levar-nos-ia inexoravelmente à derrota.

Fomos habituados a pensar que a política e a economia se desenhavam do lado de dentro das nossas fronteiras geográficas. Que, de alguma maneira, a influência euro ...

Ler artigo completo

Muito aconteceu em 2015. Através do olhar dos media, dir-se-ia, muito de negativo. A primeira palavra que vem à cabeça será, provavelmente, o terrorismo: o ataque ao Charlie Hebdo, o tiroteio em Sousse, na Tunísia, o massacre do 13 de novembro em Paris, a queda do avião russo no Egito, o avançar do Estado Islâmico.

A fragilização da coesão da construção europeia, exacerbada pela fragment ...

Ler artigo completo