No outro dia, na portaria do meu prédio, fui abordado por um vizinho que é esquizofrénico, tem os seus trinta anos e é altamente medicado. Como de costume acabou por me fazer uma pergunta engraçada. Passo por ele muitas vezes enquanto fuma, ouvindo sempre um : “ Como está, senhor doutor ?”. Apesar de ainda não o ser e já lho ter dito, ele continua com a brincadeira. Diz-me sempre que hei de ser ...

Ler artigo completo