"Basta lembrar que a “Saudade”, tão portuguesa, tão nossa, tão brilhantemente posta por palavras nos fados de Amália não tem, de acordo com muitos, tradução para o inglês. Mesmo que tenha, não será a mesma, não será a nossa “Saudade”, será outra. Outra qualquer, incapaz de representar as emoções que subjazem à nossa."

Um dos traços mais marcantes do mundo de hoje é, i ...

Ler artigo completo