Este artigo resulta da colaboração entre José Pedro Valadas da Silva e Henrique Alpalhão.

1931: A.H. senta-se à escrivaninha. Acende um cigarro, ajusta o copo; prepara diante si tela digna de obra intemporal. Invoca o engenho - que indigno fim poderá dar à humanidade?

Entre longos tragos pinta um ignóbil enredo. Trágica, certamente, seria a entrega do no ...

Ler artigo completo

Avizinha-se a eleição do novo presidente dos Estados Unidos. Findos os três debates, aproxima-se dos eleitores americanos uma importante decisão – quem encabeçará uma das principais potências mundiais nos previsivelmente conturbados quatro anos seguintes.

As presidenciais americanas de 2016 são de carácter (e importância) invulgarmente internacional. Como é óbvio, dado o poder dos EUA, ...

Ler artigo completo

1962

Vive-se o Estado Novo, Presidente da República o Almirante Américo Thomaz. Preside ao Conselho António de Oliveira Salazar. O poder político encontra-se entregue à União Nacional. O país está em guerra pela defesa de territórios longínquos e de ideais ultrapassados. A liberdade de expressão é limitada, o clima é de opressão. A taxa de analfabetismo em Portugal ronda os 30%. Os isque ...

Ler artigo completo