Francisco Guimarães


Colégio São Tomás | Treinador de Futebol

""Queres o espaço impossível, queres arder o que apagou, queres a escolha que passou. Mas tudo é o que tem que ser, tudo flui ou te faz crescer.""
- Tiago Bettencourt

Um tal de Guardiola

\"Em 8 anos como treinador e partindo do princípio que este ano vai ser tricampeão com o Bayern, Guardiola tem 7 campeonatos ganhos em 8 possíveis e já conta com duas Ligas dos Campeões no seu currículo. Tudo isto sem contar com os dezassete títulos que já conquistou além destes.\"

No passado recente, tenho vindo a constatar uma espécie de \"alterações hierárquicas\" no que aos jogadores e treinadores diz respeito. Para explicar essas alterações, terei de recorrer a épocas em que eu não era nascido, mas penso ter algum conhecimento e estudo que me permitem ousar falar sobre este tema.

Outrora, falava-se do Nápoles de Maradona, da Holanda de Cruyff, da Inter de Ronaldo e atualmente fala-se do Barcelona de Guardiola, do Porto de Mourinho, do Estoril de Marco Silva. O contrário também acontece, quando se associa por completo os maus resultados de uma equipa ao seu treinador.

Ao observar o jogo do Bayern-Juventus da passada quarta-feira, a contar para a Liga dos Campeões, reparei neste fenómeno de que falei no início do texto. O Bayern iniciou o jogo a perder por 2-0, fazendo acreditar que não era desta que Guardiola ganhava a sua primeira liga dos campeões fora do Barcelona. Até aqui, os comentários eram variados e do tipo: “o Guardiola é fraco”; “só inventa”: “tenta imitar o que fazia no Barcelona”. E ditos com a mesma certeza de quem diz que o céu é azul.

Mas o futebol, graças a Deus, é imprevisível, e o Bayern empatou o jogo, conseguindo depois vencer por 4-2 no prolongamento contra a excelente equipa que é a Juventus (foi finalista na edição da liga dos campeões na época passada). Nesta situação, os comentários tiveram de ser alterados para outros que já falassem da genialidade, da criatividade e das restantes qualidades do grande treinador que é Josep Guardiola. Em menos de uma hora, Guardiola passou de um treinador medíocre, onde a sua equipa só ganha porque tem os melhores, para um treinador genial que faz uma recuperação histórica devido à sua mestria.

Penso que esta mudança na forma de ajuizar deve ser estudada um pouco mais a fundo. Dizer que a culpa é do treinador ou que ele só ganha porque tem os melhores é ficar pela rama...

Ainda me recordo bem do que se dizia quando Guardiola começou a vencer no Barcelona... Referia-se que \"quem tem aquela equipa não perde\"; também me recordo quais foram os comentários aquando da saída de Guardiola do Barcelona para o Bayern: \"agora é que se vai ver se ele vale alguma coisa\". E, como me lembro do que se disse na passada quarta-feira, aqui o cito: \"o Guardiola é medíocre, só ganha porque tem os melhores.\"

O grande problema nos tão aclamados \"haters\" é que raramente vão a fundo numa questão e, no caso concreto do Guardiola, não percebem que as suas equipas, além de ganharem na maioria das vezes (atenção que no futebol o melhor não ganha sempre), conseguem também praticar um futebol de enorme qualidade, do melhor que já se viu no mundo.

Em 8 anos como treinador e partindo do princípio que este ano vai ser tricampeão com o Bayern, Guardiola tem 7 campeonatos ganhos em 8 possíveis e já conta com duas Ligas dos Campeões no seu currículo. Tudo isto sem contar com os dezassete títulos que já ganhou além destes campeonatos e Ligas dos Campeões.

Mais ainda, Guardiola consegue implementar um modelo de jogo quase perfeito nas suas equipas; consegue inovar constantemente ao nível do treino e do jogo refutando a frase \"no futebol está tudo inventado\"; consegue expor-se ao risco e ter sucesso; consegue liderar de forma diferente e apaixonante e… consegue vencer com todas estas componentes.

Nada mau para um treinador que só ganha porque está nas melhores equipas…

Marcado em:

4 comentários

  1. Tem razão. O que pode fazer um treinador!

  2. Belo texto e que bom atrever-se a elogiar!

  3. É muito bom ler-se um texto com conhecimento de quem o escreve. Aprende-se como é o meu caso que não sou um especialista na matéria. Abr.Joaq

    1. Amigo Francisco, excelente texto,até já parece escrito por uma pessoa Douta na matéria ,que estás agora a começar. OS meus parabéns.

  4. Nem mais Francisco esta tudo dito ,devias enviar este texto para alguns comentadores de futebol que so dizem asneiras .nalguns programas de televisao,passam de bestiais a besta em segundos .

Deixar um comentário